Expressão Corporal

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
1/1

A oficina de Expressão Corporal possuem como objetivo, proporcionar espaços de autocuidado corporal  e fundamentos da dança para a criação de movimentos, a partir de uma linguagem que hibridiza abordagens somáticas de movimento, propriocepção corporal e fortalecimento de músculos e articulaçõesAs responsáveis por estas oficinas são arte-educadoras formadas no curso de Graduação em Dança – Licenciatura pela UERGS e com ampla jornada de trabalho.

EXPRESSÃO CORPORAL
Carga horária: 25h/aula

Aulas uma vez na semana, com apresentação e certificado.

 


Modulo 1: Árvore (peso forte)
Enraizamento dos pés
Percepção da musculatura:  Ísquio tibiais 
Articulações abaixo do centro corporal
Dançar sendo árvore. 

Módulo 2: Aves de voo (peso leve)
Encontrando as escápulas: nossas asas
Irradiação central do corpo: Abertura dos nossos horizontes
Queda e recuperação como aprendizagem de voo
Dançar como pássaro livre

Das 15h30 às 16h30

Para todas as idades - Via Zoom

Quartas

Valores:

R$ 100,00/bimestre 

R$ 60,00 / mensal

Módulo 3: Rio (Fluxo)

Consciência dos líquidos corporais

Aceleração de movimentos como transbordamento 

Transferência de movimentos como variações entre rio, lagoa e mar. Dançar os fluxos 

Módulo 4: Ciclos (Espaço/tempo)
Encolhimento e expansão como noite/dia, inverno/verão
O circulo como movimento de integração de si
Impulso de criar dança através de imagens/símbolos
Integrar ciclos para dançar

Larissa Canelhas

   Sobre a arte-educadora 

WhatsApp Image 2020-09-07 at 21.21.48.jp

Artista e Arte-Educador graduada em Dança: Licenciatura pela UERGS (2018), onde atuou como Bolsista do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação a Docência - PIBD (2016-2018). Teve a publicação do artigo: “Habitar e Pulsar a Integração do ser no mundo é dança”, em Revista da FUNDARTE (Montenegro, p.359-373, ano 19, nº 37, Janeiro/Março). Disponível em: <http://.seer.fundarte.rs.gov.br/index.php/RevistadaFundarte/index> 30 de março de 2019. E do artigo: “A dança e as relações de gênero: A reflexão sobre a interação entre meninos e meninas em uma aula de dança”, em Revista da FUNDARTE (Montenegro, p.375-394, ano 19, nº 37, Janeiro/Março). Disponível em: <http://.seer.fundarte.rs.gov.br/index.php/RevistadaFundarte/index> 30 de março de 2019. É uma das idealizadoras do Coletivo Órbita, onde atua como Bailarina, Intérprete/Criadora e Oficineira nas escolas de Montenegro. Participou da Residência Artística “Do Perigo de se contar uma história” no Centro de Referência da Dança da Cidade de São Paulo (2017).  Participou do Minicurso das XX Labanianas, promovida pelo Caleidos Cia. De Dança (2017). Participou do Curso de Extensão Cultural “Corpo Ocupação", da SP-Escola de Teatro (2017). Atuou como bailarina  na Companhia de Dança Torolo (2009-2013),  na Academia Equilibrio com Dança Contemporânea (2014) e no Grupo Experimental da Fundarte (2015-2016). Atuou como atriz em “Encantações” Direção: Pamela Fogaça Lopes (2017) e “Não direi Seu Nome” Direção: Wesley Santos (2018). Foi professora no Programa Escola-Comunidade Mais Educação  na Escola Municipal Carlos Gomes em Tabaí-RS (2015-2016). É professora no Município de Tupandi-RS pelo Espaço da Arte (2016-2018).